Agenda: Tributo a Cash

Essa é para os fãs paulistas do Homem de Preto. Na próxima terça-feira (07/08), o cantor Rodrigo Haddad irá apresentar o seu tributo a Johnny Cash no The Orleans.

Com sua Pure Country Band, formada por Jeff Berg (guitarra), Fábio Abidu (baixo) e Sylvio Serra (bateria), Haddad vai passear por diferentes fases da carreira do Man in Black. Desde clássicos como “Folsom Prison Blues”, “I Walk the Line” e “Ring of Fire”, até  músicas como “(Ghost) Riders in the Sky”, “Solitary Man” e “Hurt”.

E para os amantes da música norte-americana, o show contará ainda com o melhor de Bob Dylan, Rolling Stones, Merle Haggard, George Jones e Waylon Jennings.

Confira a entrevista que fizemos com o cantor, clicando aqui.

Tributo a Johnny Cash
Quando: Terça-feira (07/08), 21h
Local: The Orleans
Endereço: Rua Girassol, 398 – Vila Madalena

 

Anúncios

Mais uma boa homenagem

Começou ontem, nos EUA, um dos maiores tributos a Johnny Cash que existem atualmente. Trata-se do The Johnny Cash Road ShowNo concerto, Clive John canta os sucessos do Homem de Preto, desde a década de 50 até chegar na série American.

A banda que acompanha o cantor é excelente. Eles tocam as canções com uma precisão realmente incrível! E além das músicas, no telão são exibidas centenas de imagens de Johnny Cash, que fazem a plateia voltar no tempo. Ou seja, um verdadeiro espetáculo audiovisual.

A turnê vai percorrer os EUA e, em agosto, passará também pela Inglaterra. Estão previstos shows até novembro. Confira, abaixo, uma pequena amostra do que foi o The Johnny Cash Road Show no ano passado.

Entrevista: Rodrigo Haddad

O cantor Rodrigo Haddad é considerado por muitos como o maior representante brasileiro da verdadeira country music. Faz shows no Brasil, na Argentina e, até mesmo, em Nashville, TN – o berço do country.

Além de viajar, divulgando seu último álbum, What I Know Now, o cantor possui também um projeto paralelo onde faz um tributo a Johnny Cash.

No show, Haddad passeia por toda a carreira do Homem de Preto, dando seu toque pessoal em cada música.

Quando conheceu a música de Johnny Cash?

Foi quando eu fui estudar em Nashville, TN no ano de 1999 que eu me dei conta da grandeza e importancia da musica country mais antiga. Eu cresci em Sao Paulo ouvindo muito os grandes artistas country dos anos 80 e 90. Mas quando cheguei em Nashville, os bares e os Honky Tonks do centro na Broadway Ave. foram uma grande escola pra mim. Foi lá que comecei a me interessar mais por artistas como Merle Haggard, Waylon Jennings, George Jones, Willie, Hank Williams Jr. e, claro, Johnny Cash. Anotava os nomes das musicas e no dia seguinte já estava no supermercado comprando as fitas cassetes. Essa viagem me marcou muito musicalmente na minha vida.

Como surgiu a ideia de incluir Cash nos seus shows?

Me lembro que na semana seguinte de sua morte nós tínhamos um show no Villa Country, em Sao Paulo. Resolvi abir com “Folsom Prison Blues” para homenagear Johnny Cash. Foi muito emocionante para nós e, por outro lado, diferente para o público que estava acostumado com uma musica country mais moderna. Depois, com o passar do tempo, a galera começou a conhecer e pedir mais as músicas de Cash em nossos shows. Foi então que resolvi montar um projeto paralelo a minha carreira musical com músicas de Cash e de artistas da época. Era um som mais cru, classico e fazíamos várias festas rockabillys em casas noturnas na Rua Augusta e no centro de SP. Depois,  junto de Thiago Farah e Sonny Rocker da banda Crazy Legs criamos o trio Hillbilly Combo. No repertorio rolava várias do Cash. Com o lançamento do filme “Walk the Line” as coisas melhoraram bastante e pudemos fazer mais apresentações.

E o tributo, quando começou? Qual é o ponto alto do show?

Anos depois, a Hillbilly Combo acabou e nós resolvemos dar um tempo. Mas eu não queria perder esse espaço que eu já tinha conquistado e resolvi continuar com o Tributo a Johnny Cash, mas dessa vez com a minha própria banda que já está comigo há muitos anos. O ponto alto do show é difícil dizer, pois o pessoal que curte Johnny Cash gosta da maioria das músicas. Pedem sempre “Cocaine Blues”, “Ring of Fire”, “Jackson”, etc… Eu acho que um dos destaques é a versão que fazemos da “Ghost Riders in the Sky”, mas eu particularmente acho muito especial a “Walk the Line”.

Você acha que, nos últimos anos, o brasileiro começou a se interessar mais por Johnny Cash?

Acho que sim. O filme, com certeza, ajudou muito na popularização de Johnny Cash em nosso Pais. E também graças a todos nós que estamos na noite! Todas as bandas que eu conheço (do nosso segmento) aqui no Brasil fazem músicas de Johnny Cash em seus shows. Mesmo não conhecendo, é difícil voce ver alguém na plateia que não goste das suas músicas.

E nos EUA, você sente que a música do Man in Black continua viva?

Mais do que nunca! Como o próprio Dylan disse após sua morte “Ele nasce acima de todos nós e nunca morrerá ou será esquecido, mesmo pela pessoas que ainda não nasceram – especialmente por essas pessoas – e isso, para sempre”. Em Nashville já foi anunciado a construção de um grande museu em homenagem ao Man in Black.

Na sua opinião, qual é a importância de Johnny Cash para a música?

Que quanto mais simples você faz, melhor fica!

Rodrigo Haddad

Novidades

O ator Matthew McConaughey vai participar do “We Walk the Line: A Celebration of the Music of Johnny Cash”, o grande tributo ao Homem de Preto que será realizado nessa sexta-feira (20), em Austin, TX. McConaughey será o mestre de cerimônias do espetáculo.

Já na parte musical, Pat Monahan (Train) é a novidade. “Sua música, sua história e seu grande amor por sua esposa e filhos continuam a inspirar-me e estou honrado por fazer parte desta bela homenagem”, disse o cantor.

O tributo contará ainda com performances de Willie Nelson, Kris Kristofferson, Sheryl Crow, Chris Cornell, Amy Lee (Evanescence), Ronnie Dunn, Shelby Lynne, entre outros. Já a banda de apoio será liderada pelo vencedor do Grammy Don Was (que também dirige o show) e inclui ainda Buddy Miller, Kenny Aronoff, Ian McLagen e Greg Leisz.

O show faz parte da série de comemorações ao 80º aniversário de Johnny Cash e será lançado em DVD pela Sony Legacy. Uma parte da receita líquida será doada para o Fundo de Charley, que busca uma cura para a distrofia muscular infantil.

Prometo que vou tentar postar, na próxima semana, algum vídeo ou áudio desse grande tributo. Fiquem de olho!