Jack Cash

Quem assistiu ao filme Johnny & June deve lembrar que a morte do irmão de Johnny Cash foi algo muito impactante em sua vida. Hoje, vou relembrar um pouco dessa história.

Jack e Johnny eram mais que irmãos, eram grandes companheiros. O Homem de Preto sempre encarou Jack, que tinha dois anos a mais que ele, como seu protetor – até mesmo por ser o mais religioso da família. O sonho do irmão mais velho era ser um bom pastor. Já Johnny não tinha a mesma vocação.

Em 12 de maio de 1944, Johnny queria ir pescar mas Jack disse que não podia pois precisava trabalhar. O mais engraçado (encare como quiser) era que ele estava meio estranho nesse dia. Jack disse que não se sentia bem, que sentia que algo estava para acontecer. Tanto Johnny, como sua mãe pediram para Jack ficar em casa. Mas, mesmo assim, o garoto insistiu que precisava trabalhar.

Os dois saíram de casa juntos, mas logo se separaram pois Johnny foi para o lago pescar. Após algumas horas, Johnny resolveu voltar para casa quando, na estrada, avistou o carro de seu pai. Ray Cash disse a Johnny para largar aquela vara e entrar logo, pois seu irmão tinha sofrido um acidente.

Chegando em casa, Johnny viu as roupas ensanguentadas do irmão – ele havia se cortado gravemente com a serra. Foi aí que Johnny Cash viu, pela primeira vez em toda sua vida, seu pai chorar. Logo em seguida, Ray levou o filho para o hospital onde Jack estava internado.

Jack estava dormindo, devido aos medicamentos para a dor. Porém, Johnny não parava de pensar que seu querido irmão poderia morrer. Na manhã seguinte, ele teve uma surpreendente melhora. No entanto, o médico da cidade disse à família que não havia qualquer esperança.

No sábado, uma semana após o acidente, Jack piorou bastante. A família se reuniu em torno de sua cama e todos choravam muito. O garoto chegou a abrir os olhos e disse: “Estou contente por vocês todos estarem aqui”. Então, ele perguntou à mãe se ela podia ouvir os anjos. Ela disse não. Com lágrimas nos olhos, Jack disse que eles eram lindos e que ele estava indo para um lugar muito bonito. Em seguida, o irmão de Johnny faleceu.

Vale ressaltar que no filme Johnny & June vimos Ray Cash culpando Johnny pela morte do irmão durante toda a vida. O pai de Cash sempre aparece rude e rancoroso. Por outro lado, a verdade pode não ser bem essa. Basta ver o que o Homem de Preto escreveu em sua autobiografia:

“Meu pai era um homem do amor. Ele sempre me amou até a morte. Ele trabalhou duro nos campos, mas meu pai nunca me bateu. Nunca. Não me recordo de nenhuma palavra indelicada de meu pai.”

Sonhos

A morte de Jack influenciou muito a vida de Johnny Cash. Durante os dias mais sombrios do Man in Black, no auge de seu vício, ele sempre se perguntava: “O que Jack faria agora?”.

Além disso, Johnny afirmou várias vezes que o irmão aparecia em seus sonhos a cada um ou dois meses, desde a sua morte. O Homem de Preto disse certa vez que nos sonhos Jack era um pregador, um homem bom e uma figura de grande prestígio.

Quando Cash se sentia na escuridão (seja pelas drogas ou pela tristeza) sentava em uma sala e cantava as músicas entoadas no funeral do irmão. Ele dizia que isso o acalmava e trazia paz para a sua vida. “Nesse momento, sentia a graça de Deus em mim”.